domingo, 30 de novembro de 2008


Dias de palavras sentidas,
Dias de palavras vividas,
Dias de um Sol profundo,
Dias de chuva carmim,
Dias de inebriante canela,
Dias de indiluível jasmim,
Dias assim…de uma estranha preguiça!
Domingo!!!
(Canela)


quarta-feira, 26 de novembro de 2008



"Certas atitudes em baixas latitudes.
Quando cada passo é um cheque mate.
Quando meu coração utópico vira
Acido sulfúrico.
Pelas praias estão os meus membros.
Perto do meu instinto selvagem ficaram-se
Os tormentos.
Cravados feito foice na terra,
Perdidos no mar do esquecimento."

(Fernando Pessoa)



.

domingo, 16 de novembro de 2008

Arte de viajar

A verdadeira arte de viajar...
A gente sempre deve sair à rua

como quem foge de casa,

Como se estivessem abertos diante de nós

todos os caminhos do mundo.

Não importa que os compromissos,

as obrigações, estejam ali...

Chegamos de muito longe,

de alma aberta e o coração cantando!
( Mario Quintana)

.

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Reflexão...


Não me deixe
Viver o que posso
Que me seja permitido
Desaprender os limites

(Fabricio Carpinejar)

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Foi um beijo...

foi um beijo onde não importava a boca
só tuas mãos quentes me apertando pelas costas
nada estava acontecendo na minha frente
e a ansiedade que havia não era pouca
teus dedos perguntavam pra minha blusa
se meu corpo acolheria um delinqüente
descoladas as línguas um instante
minha resposta saiu um tanto rouca

Martha Medeiros

.

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Ausência


Nunca soube o que fazer
com os espaços que ficam
depois que alguém vai embora
uma dúvida insiste
e de tanto, o meu tentar desiste
de trocar a ausência
por qualquer coisa que fira menos:
nada para repor
nada para suprir
nada que realmente comportasse
o encanto de algo que ficou
para trás


(Cáh Morandi)

.

Não basta...



não nos basta o brilho dos olhos
os beijos doces e delicados
os abraços para dormir
o carinho, o sussurro,
a presença e o cheiro
nem mesmo
os laços invisíveis
que o amor nos envolve
não nos basta
essa raridade
de possuir
o essencial
o imprescindível

(Cáh Morandi)

.

domingo, 28 de setembro de 2008

SENHOR...


Senhor,
Concede-me serenidade,para aceitar as coisas que não posso modificar;
Coragem para mudar aquelas que posso;
E sabedoria para perceber a diferença.




Tudo pela maturidade














Tudo pela maturidade sofra
E sofremos o diabo: tudo pelo crescimento
Levante a cabeça e siga: avante
pela sanidade: enfrente
Tudo pelo seu currículo: conte
Confesse humildemente: tudo pelo seu prestígio
Chore: faz parte do aprendizado
Cumpra o destino que lhe cabe: erre
Perdoe a si mesmo: tudo pela integridade
Cansa ser gente através da vivência

Martha Medeiros

.


Primeiro a olhar pra trás

haverá de ser tu quem cruzará minha frente
e cumprimentará: tudo bem?
responderei um tudo bem entre os dentes

depois que eu passar
haverá de ser tu o primeiro a olhar pra trás

Martha Medeiros




Poema Martha Medeiros


encosto a cabeça no teu ombro e espero
enquanto espero, penso - que venham as respostas
encosto e quase adormeço, espero sonhos que despertem
apoio o rosto com as mãos e me enterneço
penso em coisas que não fazem senso
encosto a cabeça torcendo por descanso
reconhecendo: perdi todas as apostas

Martha Medeiros

.

poema MarthaMedeiros


um quase silêncio, o dia nublado
reflexo dos meus olhos em vidros embaçados
repentina clareza, vejo de ambos os lados
somos duas pessoas sentindo tudo errado.

Martha Medeiros

.

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Um momento


Metade de mim agora é assim,
de um lado a poesia
o verbo a saudade,
do outro a luta,
a força e a coragem
pra chegar no fim.

(Fernando Anitelli)

.

domingo, 7 de setembro de 2008

Liberta

Deixava-se molhar por sob a chuva
abria os braços e recebia as aguas
liberta que se achava das amarras
indo e vindo, onde e quando bem queria;...
alegre e louca, influenciada pela lua,
leve e solta, assim ... lavava a alma.

Mas poucos entendiam o que sentia
ao vê-la bailando linda pelas ruas,
rindo-se do que lhes parecia nada,
cantando e dançando na calçada
amando a sensação nova que vivia.
(André L. Soares)

.

domingo, 31 de agosto de 2008

Lua Cheia




LUA CHEIA


Sou a lua cheia de tuas prateadas noites
Dos teus ensandecidos desejos
Sou o argênteo raio a brilhar sem limites
Na mais doce meiguice de teus prazeres
No irresistível envolvimento hormonal
Que mais que a lua, ao brilhar no firmamento
Fatalmente me atrai para os teus braços,
Ah, sim, sou teu luar cor de prata
Minha doce rendição passional!

(José Roberto Abib)

.

Junto ao mar
Encontro a paz
A serenidade
Adoro o cheiro a maresia
O rebentar das ondas na praia
Beijando a areia fina…e aveludada
Me sinto bem…a ver o mar
A sua força
Imensidão
Grandiosidade…
Me tranquilizam
Me acalmam.
As suas águas
Límpidas e transparentes…
Me dão outro alento
Outro fulgor.
Junto ao mar…
Penso em ti
Na ternura que me transmites
No carinho que me dás
Neste sentimento, que em mim cresce
E alimenta as minhas emoções
E os meus sentidos
Como é bom… ver o mar.
(Gilberto)

terça-feira, 12 de agosto de 2008

Meus olhos

Meus olhos dizem o que sinto,
mas não dizem o que penso
Sinto o que sinto e não minto
sem perder o bom senso.

Escrevo ligeiro e sem medo
Expresso sem ter que explicar
Conto sem revelar o segredo
Termino sem complicar.

Pena que nem tudo posso dizer
Assim como coisas que tenho dito,
nem tudo posso fazer.

Não temos sempre o que queremos,
nem falamos tudo que pensamos,
mas expressamos o que vivemos ...




.

sábado, 2 de agosto de 2008

Sozinha

Você nada fez pra me deter.
Me deixou partir
Sem saber onde ir
Com asas quebradas
E sonhos sofridos.
Bastava uma palavra!
Que você não pronunciou...
Bastava um gesto seu
E as asas se restaurariam
E os meus lábios sorririam
E meu caminho eu acharia.
Voaria nos céus,
Colheria estrelas,
Atravessaria mares,
Roubaria sonhos,
E te entregaria
Como beijos
De uma mulher feliz.
Só uma palavra e eu ficaria.
Uma palavra...
E você se calou.

Letícia Thompson
.

segunda-feira, 21 de julho de 2008

olhos sem foco

Olhos sem foco
Já não sei contar as vezes em que embaralhei a razão,
surrupiei o consciente!
Já não imagino mais o todo certo e reto,
Validado por uma única versão.
Já não sei contar as vezes em que deixei a alma fluir
e me ludibriar os sentidos.
Por breves instantes eu vi!
Tanta bravura em nome de quem?
Tanta pressa em nome do que?
Essa lança que atravessa e encanta, apenas engana a nossa visão de vaidade!
O alcance dos olhos nos limita a verdade.
Nos indica apenas a saída... mas nunca o caminho!
(D.A)
.

segunda-feira, 14 de julho de 2008

Vamos nos refrescar

Vamos tomar banho?
Banho de lua,
Banho de mar,
Banho de amor,
Vamos beber água?
Água da fonte,
Água da vida,
Água da chuva,
Água de cheiro,
Vamos nos afogar
De prazer,
De mim,
De ti,
De nós dois.
Vamos nos refrescar

(Humanrace)


.

segunda-feira, 7 de julho de 2008

ÍNTIMA DESPEDIDA

"O trem parte
Uma parte fica
A parte de dentro
Dentre todas as partes
É a que sente
Que daqui pra frente
Sentir será doer
Lembrar moer
Rir sem sentido
Ir embora sem destino
Na madrugada
A única testemunha
Da íntima despedida."
(Gustavo Adonias)
.

Teus olhos


Teus olhos de mulher,
Tão imensos como a noite,
Infinitos como o tempo,
Que, um dia, descuidado,
Descobriu-se enciumado,
Pelo sorriso escancarado
Desses lindos olhos teus.

Teus olhos de mulher.
Tão intensos como o dia,
Têm a vastidão do vento,
Que ao soprar, desavisado,
Confundiu-te com a flor,
Que um dia te ofertaram,
Pelo amor dos olhos teus.

(Diego Luis Correia
)
.

Por ti, sim!


POR TI, SIM
Por ti, sim, preparei meu coração
Com todo cuidado e o maior desvelo
Pra que nos versos desta vã canção
Teu amor, meu amor pudesse tê-lo.

A cada instante teu, teu pensamento
Vagando nas cores do teu olhar
Teve, em mim, espectador atento
De cada um deles querendo cuidar.

Hoje, tu vais passando pela vida,
Por caminhos, que por mim já não passam;
Mesmo assim te vejo tão mais querida!

Certo, eu sei mais que saberás ainda,
Pois que, tão bem, ou tanto mal te façam,
Um dia ainda te direi: bem vinda!


(Desconheço autor)

Mulher


Você, mulher que me faz pensar,
Como poucas vezes pensei sobre outra qualquer,
Por mais que te conheça, nada sei,
Nem ao menos o que dizer por ti eu sei.
Quantas vezes tentei chegar-me a ti,
Procurar, na tua alma, as razões de teu olhar.
Você, mulher, intangível como a madrugada,
Imensa, Cintilante, Imponente,
Tens a mesma claridade, que ilumina e não norteia,
Mas envolve de mistérios quem, nela, por ti vagueia.

(Todas - O site da Poesia)
.

Amiga



Amiga

Quantas vezes, eu perdido,
Na minha desilusão:
"Escuta, sou toda ouvido,
Pode abrir seu coração."

Porisso amiga, essa flor,
De quem lhe quer tanto bem,
Que ela lhe traga um amor,
Que muita gente não tem.
;

Saudade


Saudade

Uma dor aguda e certa inunda o ar
E um cheiro de saudade invade o olhar
Perdido na distância e a ânsia de te ver
Em algum lugar



A dor da tua ausência em minha face
Nasce cintilando em meu olhar
Lar da tua imagem permanente
Insistente
Que a saudade vai buscar.

(Hélio Pequeno)


..


domingo, 22 de junho de 2008

'Para Além da Curva da Estrada'






Talvez haja um poço, e talvez um castelo,
E talvez apenas a continuação da estrada.
Não sei nem pergunto.
Enquanto vou na estrada antes da curva
Só olho para a estrada antes da curva,
Porque não posso ver senão a estrada antes da curva.
De nada me serviria estar olhando para outro lado
E para aquilo que não vejo.
Importemo-nos apenas com o lugar onde estamos.
Há beleza bastante em estar aqui e não noutra parte qualquer.
Se há alguém para além da curva da estrada,
Esses que se preocupem com o que há para além da curva da estrada.
Essa é que é a estrada para eles.
Se nós tivermos que chegar lá, quando lá chegarmos saberemos.
Por ora só sabemos que lá não estamos.
Aqui há só a estrada antes da curva, e antes da curva
Há a estrada sem curva nenhuma.
(Alberto Caeiro)



.

quinta-feira, 12 de junho de 2008

Sopro (Dia dos Enamorados)



"O vento do meu espírito soprou sobre a vida.

E tudo que era efêmero se desfez.

E ficaste só tu, que és eterno.

( Cecília Meireles)

Namorados

Sempre existe no mundo
uma pessoa que espera outra...
E quando essas pessoas se cruzam,
e seus olhos se encontram,
todo o passado e todo o futuro
perdem qualquer importância,
e só existe aquele momento.

FELIZ DIA DOS NAMORADOS


segunda-feira, 26 de maio de 2008

sopro de algodão

um anjo, do campo
feito cupido
soprou-me paixão
hummmm
tem aroma de flor...
perguntei então
não vai trazer dor?
e ele respondeu
que teria sempre
a leveza de algodão
a maciez de um toque perdido
e a ternura de um olhar profundo
sopro de algodão
é terna recordação
mar, a bailar
em desespero, de amar...


.

sábado, 24 de maio de 2008

As brancas nuvens


Assim
entre o céu e as nuvens
encontro-te em sentimentos
na velocidade
dos meus pensamentos
voando alto
voando longe...
eu querendo ser apenas
o ar que te faz navegar
na imensidão do infinito...
em meu corpo de brisas
olhar-te com os olhos do vento
beijar-te com a boca das nuvens
e em tão iluminado dia
trazer-te para perto de mim...
envolto em aresenvolto em brisas
envolto em nuvens
envolto em sonhos
e aqui tão somente meu
amar-te completamente
e te fazer real...
(Branca Pires)

sexta-feira, 23 de maio de 2008

Falta


Sinto falta de teu nome bordado na minha pele
em carícias de fogo.
Falta-me o teu riso
fazendo música com a chuva de meu desejo.
Eu sinto a falta do nosso pouco juízo
brincando como crianças no parque.
Falta-me a tua boca
desenhada em promessas de mil beijos.
Sinto falta de acordar em teus braços
e dormir encolhida até a noite
não deixar mais nenhum traço...

(odeteronchibaltazar)




.

quarta-feira, 21 de maio de 2008

O e-mail que chegou...


Andarilho
Já imaginei nós dois juntos, para sempre.
Já curti muito saber cada detalhe da sua vida, suas agruras,
seus sonhos e anseios, suas incertezas,
seus acertos e erros, sempre com bom humor. E ajudar, sempre.
Já conjecturei, calculei, medi e pesei cada lance da nossa história.
E, via de regra, escancarei um sorriso para cada um deles.
Já perdi noites de sono, várias, pensando em como te surpreender e te agradar no dia seguinte. perder, aliás, é verbo muito errado.
Foram noites deliciosas, noite ganhas.
Já passei horas procurando aquele poema do Vinícius, aquela música do Chico, aquela sacada do Quintana.
Já fiz algumas das minhas viagens mais felizes, indo e voltando para sua casa.
Indo às vezes sem saber o que encontrar.
Voltando surpreso, sempre.
Felizmente surpreso.
Já vibrei muito com você.
Nossa, como vibrei com seus avanços profissionais.
Engraçado isso, mas eu comemorava como não fazia com conquistas minhas.
Já me emocionei com você.
Quando me contava as dificuldades da sua vida.
E pensava em como o mundo é justo.
Sim. Porque você merecia todo aquele início de sucesso que estava tendo.
Cada pedacinho dele.
Porque você é boa, é esperta, tem uma vontade invejável.
Isso também me conquistou.
Amei cada programa com você.
Te conhecer na esquina da sua casa, te buscar, tomar chopp e comer bolinho de bacalhau
naquele bar da esquina, comer bauru no Ponto Chic e pastel na feirinha ,
caminhar jogando conversa fora...
Colecionei os e-mails mais especiais.
Dos primeiros, inocentes de ambos os lados, aos mais picantes.
Todos eles marcantes.Ri muito com suas idéias e suas expressões e seu sotaque.
Guardei na memória seu corpo nu tomando banho, nadando, caminhando, indo e vindo.
Sobre o meu. Sob o meu.
Deitado ao meu lado.Mudei minha vida por você.
Mas isso não é cobrança.
Fiz porque quis e foi sublime.
É só mais um termômetro do que foi meu coração nestes dois anos e pouco.
Já imaginei, sim, que um dia tudo poderia acabar.
(E no fundo, embora o racional diga o contrário, torço para que não tenha acabado.)
Só não cogitei, nunca, que fosse assim, sem que eu merecesse uma pista sobre o que aconteceu.
.

segunda-feira, 19 de maio de 2008

Homens-livros


O Universo é uma imensa livraria.
A Terra é apenas uma de suas estantes.
Somos os livros colocados nela.
Da mesma maneira que as pessoas compram livros,apenas pela beleza da capa, sem pesquisarem o índice e conteúdo do mesmo, muitas pessoas avaliam os outros
pela aparência externa, pela capa física,sem considerarem a parte interna.
Outras procuram livros com títulos bombásticos,sensacionalistas histórias de terror
ou romances profundos.
Também é assim com as pessoas:há aquelas que buscam sensacionalismos baratos,dramas alheios ou apenas um romance.
Somos homens-livros lendo uns aos outros.
Podemos ficar só na capa ou aprofundarmos nossa leitura até as páginas vivas do coração.
A capa pode ser interessante, mas é no conteúdo que brilha a essência do texto.
O corpo pode ter uma bela plástica,mas é o espírito que dá brilho aos olhos.
Também podemos ler nas páginas experientes da vida, muitos textos de sabedoria.
Depende do que estamos buscando na estante.
Podemos ver em cada homem-livro um texto-espírito impresso nas linhas do corpo.
Deus colocou sua assinatura divina ali, nas páginasdo coração, mas só quem lê o interior descobre isso.
Só quem vence a ilusão da capa e mergulha nas páginas da vida íntima de alguém,descobre seu real valor, humano e espiritual.
Que todos nós possamos ser bons leitores conscientes.
Que nas páginas de nossos corações,possamos ler uma história de amor profundo.
Que em nossos espíritos possamos ler uma história imortal.[
E que, sendo homens-livros, nós possamos ser leitura interessante e criativa nas várias estantes da livraria-universo.
A capa amassa e as folhas podem rasgar.
Mas, ninguém amassa ou rasga as idéias e sentimentos de uma consciência imortal.
O que não foi bem escrito em uma vida,poderá ser bem escrito mais à frente,em uma próxima existência ou além ...
Mas, com toda certeza,será publicado pela editora da vida,na estante terrestre......ou em qualquer outra estante por aí.

Autor * Wagner Borges

Esvazie os armários da sua vida


Todos os anos, há um momento em que olhamos nossos armários com um olhar crítico.
Olhamos aquelas roupas que não usamos há tanto tempo.
Aquelas que tiramos do cabide de vez em quando, vestimos, olhamos no espelho, confirmamos mais uma vez que não gostamos e guardamos de volta no armário.
Aquele sapato que machuca os pés, mas insistimos em mantê-lo guardado.
Há ainda aquele terno caro, mas que o paletó não cai bem, ou o vestido “espetacular” ganho de presente de alguém que amamos, mas que não combina conosco e nunca usamos.
Às vezes tiramos alguma coisa e damos para alguém, mas a maior parte fica lá, guardada sabe-se lá porquê.
Um dia alguém me disse: tudo o que não lhe serve mais e você mantém guardado, só lhe traz energias negativas.
Livre-se de tudo o que não usa e verá como lhe fará bem.
Acontece que nosso guarda-roupa não é o único lugar da vida onde guardamos coisas que não nos servem mais.
Você tem um guarda-roupa desses no interior da mente.
Dê uma olhada séria no que anda guardando lá.Experimente esvaziar e fazer uma limpeza naquilo que não lhe serve mais.
Jogue fora idéias, crenças, maneiras de viver ou experiências que não lhe acrescentam nada e lhe roubam energia.
Faça uma limpeza nas amizades, aqueles amigos cujos interesses não têm mais nada a ver com os seus.
Aproveite e tire de seu “armário” aquelas pessoas negativas, tóxicas, sem entusiasmo, que tentam lhe arrastar para o fundo dos seus próprios poços de tristezas, ressentimentos, mágoas e sofrimento.
A insegurança dessas pessoas faz com que busquem outras para lhes fazer companhia, e lá vai você junto com elas. Junte-se a pessoas entusiasmadas que o apóiem em seus sonhos e projetos pessoais e profissionais.
Não espere um momento certo, ou mesmo o final do ano, para fazer essa “faxina interior”. Comece agora e experimente aquele sentimento gostoso de liberdade.
Liberdade de não ter de guardar o que não lhe serve.
Liberdade de experimentar o desapego.
Liberdade de saber que mudou, mudou para melhor, e que só usa as coisas que verdadeiramente lhe servem e fazem bem.


Wilson Meiler





.

quinta-feira, 15 de maio de 2008

Sobre os poetas

Então, quando você me beijar,
vai sentir o gosto da minha escrita,
pois a fim de nunca esquecê-la
seu trago todas as minhas palavras
na ponta da língua."
Rita Apoena
.

Deitada na grama


Sobre as estrelas
Deitada na grama,
o céu empoeirado de estrelas.
Passei o dedo e - curioso -
algumas vieram grudadas na ponta.
Olhei para cima e assoprei.
Foi tanta estrela caindo
que agora eu mal consigo enxergar de tanta esperança." (Rita Apoena)


.

Diálgo




Diálogo


E você, por que desvia o olhar?
(Porque eu tenho medo de altura.
Tenho medo de cair para dentro de você.
Há nos seus olhos certos desenhos
que me lembram montanhas, cordilheiras vistas do alto, em miniatura.
Então, eu desvio os meus olhos
para amarra-los em qualquer
pedra no chão e me salvar do amor.
Mas, hoje, não encontraram pedra.
Encontraram flor.
E eu me agarrei às pétalas o mais que pude,
sem sequer perceber que estava plantada num desses abismos, dentro dos seus lhos.)
— Ah. Porque eu sou tímida."




Rita Apoena




.
.

sexta-feira, 9 de maio de 2008


Xadrez, jogo e vida
Imaginação, velocidade,
saber arriscar, passos que te levam a dominar o xadrez diário,
que te enquadram no tabuleiro das dúvidas.
Às vezes nos tornamos torres para suportar ataques diretos,
como verdadeiras muralhas.
Andamos feitos cavalos desorientados em forma L7,
às vezes somos bispos dando conselhos,
fugindo das conseqüências saindo sempre na diagonal.
Mas na verdade somos meros peões
sonhando com a dama defensora do poder,
para tornarmos o rei,
pelo o qual lutamos contra o xeque-mate
de um escuro invisível aos olhos e a mente,
e que a medida do tempo arma seus lances
nos tornando fracos para com o destino.
.

Ser autentico


Ser autentico é algo que não se compra,
é algo que não se vende ,
é assumir incondicionalmente ,
é dizer a alguem o que se sente ,
é esperar um Não ,
sem ficar dependente ,
é saber sofrer ,
e mesmo assim saber ,
que não há nada a temer ,
é esperar um Sim ,
ficar feliz e contente ,
é sorrir quando se quer ,
é falar verdade ,
por vezes ser inconveniente ,
é não esconder valores ,
é não ter medo de predadores ,
é ser , sem parecer ,
é ser mesmo ,
é chorar sem vergonha ,
é buscar o completo na Alma e na Mente ,
e talvez por consequencia,
ter um Coração independente ......
Na realidade Ser Autêntico é isto .... mas é tambem muito mais !!!

(Luis Sousa)
.

segunda-feira, 21 de abril de 2008

Eu aprendi


Eu aprendi... que ter uma criança adormecida nos braços é um dos momentos mais pacíficos do mundo;
Eu aprendi ...que ser gentil é mais importante do que estar certa;
Eu aprendi... que eu sempre posso fazer uma prece por alguém quando não tenho a força para ajudá-lo de alguma outra forma;
Eu aprendi... que não importa quanta seriedade a vida exija de você, cada um de nós precisa de um amigo brincalhão para se divertir juntos;
Eu aprendi... que algumas vezes tudo o que precisamos é de uma mão para segurar e um coração para nos entender;
Eu aprendi... que as conversas simples com meu pai quando eu era criança fizeram maravilhas para mim quando me tornei adulta;
Eu aprendi... que deveríamos ser gratos a Deus por não nos dar tudo que lhe pedimos;
Eu aprendi... que dinheiro não compra "classe";
Eu aprendi... que são os pequenos acontecimentos diários que tornam a vida espetacular;
Eu aprendi... que debaixo da "casca grossa" existe uma pessoa que deseja ser apreciada, compreendida e amada;
Eu aprendi... que Deus não fez tudo num só dia; o que me faz pensar que eu possa ?
Eu aprendi... que ignorar os fatos não os altera;
Eu aprendi... que quando você planeja se nivelar com alguém, apenas esta permitindo que essa pessoa continue a magoar você;
Eu aprendi... que o AMOR, e não o TEMPO, é que cura todas as feridas;
Eu aprendi... que a maneira mais fácil para eu crescer como pessoa é me cercar de gente mais inteligente do que eu;
Eu aprendi... que cada pessoa que a gente conhece deve ser saudada com um sorriso;
Eu aprendi... que ninguém é perfeito até que você se apaixone por essa pessoa;
Eu aprendi... que as oportunidades nunca são perdidas; alguém vai aproveitar as que você perdeu.
Eu aprendi... que quando o ancoradouro se torna amargo a felicidade vai aportar em outro lugar;
Eu aprendi... que devemos sempre ter palavras doces e gentis pois amanhã talvez tenhamos que engoli-las;
Eu aprendi... que um sorriso é a maneira mais barata de melhorar sua aparência;
Eu aprendi... que não posso escolher como me sinto, mas posso escolher o que fazer a respeito;
Eu aprendi... que todos querem viver no topo da montanha, mas toda felicidade e crescimento ocorre quando você esta escalando-a;
Eu aprendi... que só se deve dar conselho em duas ocasiões: quando é pedido ou quando é caso de vida ou morte;
Eu aprendi... que quanto menos tempo tenho, mais coisas consigo fazer.
.
.
.
Hoje estou de aniversário, dia 22 de abril.... acho que tudo isso eu aprendi
Beijo!
.

sábado, 5 de abril de 2008

"Escreve-me ..."(Florbela Espanca)






Escreve-me!
Ainda que seja só
Uma palavra, uma palavra apenas,
Suave como o teu nome e casta
Como um perfume casto d'açucenas!
Escreve-me!
Há tanto,há tanto tempo
Que te não vejo, amor!
Meu coração
Morreu já, e no mundo aos pobres mortos
Ninguém nega uma frase d'oração!
"Amo-te!" Cinco letras pequeninas,
Folhas leves e tenras de boninas,
Um poema d'amor e felicidade!
Não queres mandar-me esta palavra apenas?
Olha, manda então...brandas...serenas...
Cinco pétalas roxas de saudade...


.

Vieste na hora exata,
com ares de festa e luas de prata;
Vieste com encantos,
vieste, com beijos silvestres colhidos pra mim;
Vieste com a Natureza, com as mãos camponesas plantadas em mim;
Vieste com a cara e a coragem, com malas,
viagens pra dentro de mim, meu amor;
Vieste à hora e a tempo, soltando meus barcos e velas ao vento;
Vieste me dando alento, me olhando por dentro velando por mim;
Vieste de olhos fechados, num dia marcado sagrado pra mim...

(Ivan Lins)

.

Minha Alma



" Minha alma tem o peso da luz.
Tem o peso da música.
Tem o peso da palavra nunca dita,
prestes quem sabe a ser dita.
Tem o peso de uma lembrança.
Tem o peso de uma saudade.
Tem o peso de um olhar.
Pesa como pesa uma ausência.
E a lágrima que não se chorou.
Tem o imaterial peso da solidão no meio de outros."
( Clarice Lispector )
.

domingo, 30 de março de 2008

Moment's


"jogue para cima faça cena
cante as rimas de um poema
sofra penas viva apenas
sendo só fissura ou loucura
quem sabe casando cura
ninguém sabe o que procura
faça uma novena reze um terço
caia fora do contexto
invente seu endereço
a cada mil lágrimas sai um milagre"


(Itamar Assumpção - Alice Ruiz )


Meu mundo

Meu mundo quando criança,
era a o mar e a praia mansa
eram gritos de gaivotas
que muitas vezes voltam
nos guardados das lembranças.
Os minúsculos grãos de areia,
em dias de lua cheia
escorrem pelas minhas mãos,
em cores silver platino
nas contas do meu destino
nos cantos do coração.
(Elza Rossi)
.

Coração tem que ser livre


"O coração tem que ser livre,
para que nele pulse o poético sangue
do imaginário e da fantasia.
O coração tem que ser livre,
para que nele difundam-se as cores
e as delícias da paixão descontrolada.
O coração tem que ser livre,
porque, se não,
estrangula-se o Amor,
estraçalha-se a Beleza,
e morre o Espontâneo.
E desaparece então qualquer possibilidade de Prazer.
O coração tem que ser livre - simplesmente."

(Edson Marques)

Gotas de chuva

Ao ventar, somos carregados
A cada gota de chuva, ficamos molhados
Se ficar frio, nos abraçamos
Se chove todo dia, porque nos amamos
Seu olhar um labirinto
Perdido em ti eu sinto
Que a chuva vem forte neste dia
Nos aprofundamos em alegria
Vento distante que corta seu olhar
Na chuva deslizante a ti vou me mostrar
Fico te esperando em meia tempestade
Até que eu te encontre e afogue a saudade.

um poema e uma taça de vinho

.
Ao doce sabor
De uma taça de vinho,
Falando de amor
E carinho...
Escrevendo um poema
Debruçada na cama,
No ar o delicado aroma
Da uva...
Na vidraça o pingos da chuva,
Concluindo um clima...
Sim, aquele que faz um coração
Em seguida adormecer e sonhar
Tirando proveito de um momento de solidão!
(Francisca Lucas)

Janela do Tempo

Olhei a tarde pela janela
cheia de água
suspensa em densas nuvens
Olhei a vida pela janela do tempo
cheia de lágrimas
que derramei por ela
Olhei o tempo à minha volta
e o tempo do coração
querendo apenas
chá quente com bolachas
como nas tardes
chuvosas de antigamente
Por que é que a gente
quando se cansa,
e se estressa com o mundo real
Só quer abrir uma janela
para a infância?
aquela cercada de menos mal
Olhei o tempo pela janela
E a vida já ia tarde...
a passar por ela.

Roberta Tum

.