sábado, 8 de março de 2014

Doce Mistério da Vida


Minha vida que parece muito calma
Tem segredos que eu não posso revelar
Escondidos bem no fundo de minh'alma
Não transparecem nem sequer em um olhar
Vive sempre conversando à sós comigo
Uma voz que eu escuto com fervor
Escolheu meu coração pra seu abrigo
E dele fez um roseiral em flor
A ninguém revelarei o meu segredo
E nem direi quem é o meu amor 

Maria Bethânia

Um comentário:

Skyline Spirit disse...

pretty nice blog, following :)