domingo, 1 de janeiro de 2012



Na dúvida, faça.
O risco faz parte.
A graça está em tentar,
em vez de sentar e assisitr;
a vida está em esticar-se todo para atingir;
o mundo está
no desafio da interrogação.
E por que não?
Entre na festa,
Arranque a capa, morda a maçã.
Desate o cinto
Para voar livre pelo amanhã,
Ainda que ele seja um labirinto.
Deixe o id rolar
Cônscio e devoto.

Nessa arte viva de arriscar,
Pois que viver
Não é entrar no mar onde dá pé
Mas mergulhar com fé no maremoto.


Flora Figueiredo

2 comentários:

Rodolfo Xavier disse...

gostei tanto desse poema... sempre que puder, visite o meu...

www.naosoutaoruim.blogspot.com

ღα૨gѳђ ખ૯૨ท૯૮ઝܟ disse...

passeando à toa por ai, achei teu blog, muito lindo.

e fiquei.


beijao

margoh